Como Proteger Seu Celular de Roubo

Ter o celular furtado já é uma grande dor de cabeça. Agora imagine ainda entregar todos os seus dados – como senhas de acesso às redes sociais, senhas de contas bancárias, conversas particulares e o contato de todas as pessoas que conhece – para um terceiro.


Você teria o prejuízo financeiro – como se já não fosse o suficiente – e ainda teria que se preocupar com o que a outra pessoa poderia fazer com todas as informações contidas no seu smartphone.

Pensando em situações como estas, as empresas têm criado alguns dispositivos para ajudar na segurança e evitar a transferência de tais dados, e no artigo de hoje você vai saber quais atitudes deve tomar para evitar que seus dados caiam nas mãos erradas. Boa leitura!

Bloqueio de tela

Quando a Apple surgiu com a ideia de colocar nos seus iPhones um scanner de digitais, ela trabalhou com a informação de que ao menos metade de seus usuários não se preocupavam em bloquear a tela.

Essa é uma informação que mostra exatamente a atitude dos usuários de smartphones.

Pode ser um código PIN ou até mesmo uma senha deslizante, o importante é que seu aparelho tenha algum tipo de obstáculo já na possível primeira tentativa de espionagem.

Alguns destes recursos para bloqueio de tela consomem, no máximo, de 3 a 4 segundos. No caso de pessoas que não desejam ficar colocando senhas para dar uma olhada nas redes sociais, por exemplo, o indicado é, ao menos, ativar uma proteção de tela.

Essa pode ser uma precaução de grande utilidade.

Recursos Remotos

Bitdefender

Hoje em dia não existe mais desculpa para não utilizar ferramentas que permitem o acesso ao aparelho mesmo à distância. Os celulares Android, por exemplo, podem contar com uma solução oferecida pela gigante Bitdefender, que consiste em uma simples instalação de um antivírus para Android.

Basta apenas que o usuário acesse sua loja Google Play e instale o antivírus, para que seja possível controlar o aparelho através de mensagens de texto, ativar o atendimento de ligações, acionar o retorno das chamadas e saber se dados da sua conta de e-mail foram vazados.

Também é possível localizar, bloquear e limpar os dados através da conta on-line. E o software disponibiliza um recurso para tirar uma foto de quem tentar utilizar seu celular sem que você esteja presente e a imagem é enviada imediatamente para a Bitdefender.

O aplicativo é leve e o impacto na bateria é mínimo. E é imperceptível aos olhos de quem tentar mexer em um smartphone que não lhe pertence. Além, é claro, da segurança contra vírus, phishing e trojans.

O antivírus para Android da Bitdefender é um grande aliado contra este tipo de situação que pode gerar inúmeros transtornos.

Faça Backups

Os dados armazenados no aparelho podem (e devem) ter uma cópia em outro lugar. E isso também é possível com os aparelhos mais modernos.

Para os celulares Android, o usuário poderá ativar o recurso na seção Backup e Restauração nas Configurações. Contatos, agenda e e-mails serão salvos na nuvem.

A Apple também disponibiliza backup na seção Armazenamento e Backup, nas configurações da página do iCloud.

Dessa forma, nada será perdido no caso de um furto.

Conclusão

Infelizmente essa é uma realidade que nos assola todos os dias: furtos.

O ideal seria não ter que se preocupar tanto com isso, mas seguindo estes passos, muitas situações embaraçosas e constrangedoras poderão ser evitadas.

E quanto ao celular furtado, faça um boletim de ocorrência assim que notar a falta do aparelho. Dessa maneira, se uma compra for feita através do seu smartphone, por exemplo, você poderá provar que não foi efetuada por você.

Que essa situação desagradável nunca aconteça com você. Mas se vier a acontecer, você já sabe exatamente como proceder.

Boa sorte!