Alimentos Para Subir as Plaquetas

Nosso corpo funciona a partir de vários sistemas integrados para manter a ordem natural e o funcionamento de todos nossos os nossos órgãos. Podemos comparar o processo com o de uma fábrica, onde cada etapa de montagem e construção interfere no resultado final. A coagulação do sangue é uma dessas etapas essenciais para manter o equilíbrio e evitar problemas de saúde.


O normal é termos em média de 150 mil a 450 mil plaquetas no nosso organismo, mas algumas doenças ou problemas genéticos atuam diretamente na queda desses números, podendo resultar até em uma hemorragia interna, por isso é importante consumir alimentos para subir as plaquetas.

Ao primeiro sinal de um número baixo de plaquetas, o recomendado é buscar uma ajuda médica para começar um tratamento rápido e eficaz.

Dicas de alimentos para subir as plaquetas

Os problemas mais comuns relacionados com a queda do número de plaquetas são anemias hemolíticas, falta de vitamina K, infecções, doenças do baço, leucemias ou quimioterapias. Entretanto, algumas mudanças nos hábitos alimentares e a inclusão de determinados alimentos no nosso cotidiano podem evitar de forma significativa esses problemas e diversas doenças. São elas:

alimentos com ferro

Ferro

A primeira indicação em relação à alimentação é a inclusão de ferro, que ajudam no aumento da hemoglobina do sangue e no combate ao cansaço e sonolência, sintomas comuns da falta de plaquetas. Alguns alimentos que possuem altos índices de ferro são fígado de boi, pimentão vermelho, espinafre, cenoura, ovos, beterraba, e goiaba.

vitamina k

Vitamina K

As vantagens de ingerir essa vitamina estão também na relação com o sistema imunológico e na coagulação, essencial para o combate a bactérias e vírus prejudiciais ao organismo. Os alimentos ricos em vitamina K são vegetais de folhas verde-escuro como couve, espinafre, repolho, alface e brócolis; e frutas como melão, mamão, laranja, ameixa, kiwi, banana, uva, entre outras.

vitamina c

Vitamina C

Outra aliada na contagem de plaquetas, a vitamina pode ser ingerida na laranja, limão, morango, kiwi, acerola, e também pode ser encontrada no alho. Já os efeitos antioxidantes da vitamina C, essenciais para auxiliar o sistema imunológico no combate a doenças crônicas, podem ser encontradas nas nozes e no tomate.

omega 3

Ômega 3 e ácidos graxos

Esses alimentos podem evitar inflamações no corpo, reduzindo inchaços e permitindo que o sistema imunológico atue mais na produção de plaquetas. Entretanto, deve-se ter muito cuidado na ingestão dos ácidos graxos, pois alguns podem ter efeito contrário no organismo. Óleos de fígado de bacalhau ou sêmen de linho ajudam no fortalecimento do sistema imunológico, tem efeito anti-inflamatório e melhora também o colesterol.

suplemento-vitaminico

Suplementos vitamínicos

Com a ajuda de uma receita médica, esses suplementos podem ajudar na melhora da imunidade e no estímulo da produção de plaquetas. Deve-se tomar cuidado na hora de ingerir vitaminas, pois são altas doses de propriedades que podem ser encontradas naturalmente em alimentos.

Apesar de uma alimentação balanceada fazer diferença no dia a dia, eles atuam mais como preventivo a doenças, e não podem substituir um atendimento médico ou medicação receitada. Evite comidas gordurosas e álcool, que afetam diretamente o fígado, e exercícios físicos que exponham a lesões e cortes, aumentando o risco de uma hemorragia.

Veja também: Quais São os Sintomas das Plaquetas Baixas.

Espero que tenha ajudado esse artigo. Se te ajudou então compartilhe! Quem sabe será útil para os seus amigos também.

Qualquer dúvida deixe um comentário.

Inscreva-se em nosso canal no Youtube para mais dicas.