BCAA: Como Age no Organismo

Muito conhecido por quem pratica exercício físico e musculação o BCAA é uma suplementação que muitos esportistas recorrem. O BCAA é um aminoácido essencial, ou seja, que nosso corpo não produz naturalmente e para obtê-los somente através da suplementação ou consumidos pela alimentação. Ele é composto por três muito importantes: Valina, Leucina e Isoleucina.


Cerca de 18% dos músculos do nosso corpo são constituídos desses três aminoácidos, eles podem ser encontrados em alimentos como carne vermelha, peixes, queijo cheddar, soja, lentilha. Quando realizamos exercícios de alta tensão que exigem muita força, a energia que o corpo utiliza são dessas substancias, e caso nosso corpo não possua reservas que consigam suprir essa demanda, nosso corpo retira aminoácidos dos músculos, resultando na perca de massa muscular.

Tal efeito não é benéfico quando se visa o crescimento muscular, exclusivamente o aumento da massa magra, dessa forma temos que o BCAA entra para complementar essa demanda energética, de modo que não afete o músculo durante o exercício. O BCAA evita o catabolismo, que nada mais é a retirada de aminoácidos do músculo resultando em sua atrofia. Ele atua também na melhora da performance do treino.

O BCAA possui, ainda, outras vantagens: ele reduz a fadiga muscular e melhora a recuperação após o treino. Ou seja, nosso corpo não fica doendo tanto! Ele também ajuda a eliminar substâncias tóxicas como a amônia, sendo utilizado em algumas doenças hepáticas, e atua na produção de outros aminoácidos como o glutamato.