Como Fazer uma Monografia

Para quem está terminando a sua primeira graduação saber como fazer uma monografia é questão de vida ou morte, visto que quase todos os cursos universitários exigem a apresentação desse material, como um trabalho de conclusão e um adeus definitivo aos tempos de faculdade.


O problema é que essa tarefa definitivamente não é das mais simples, né? As exigências são muitas e não faltam orientações para seguir ao pé da letra, o que sempre causa temor e estresse nos alunos que estão prestes a se formar (situação que por si só já é bastante tensa, certo?).

Se você está passando por isso ou se preparando para passar, esse artigo vem bem a calhar, pois aqui te explicaremos como fazer uma monografia impecável, ou pelo menos sem nenhuma falha nos quesitos técnicos. Vamos lá?

normas-abnt-trabalho-academico

A necessidade de normatização e a ABNT

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) é o organismo responsável por todas as normatizações no nosso país e os trabalhos acadêmicos obviamente não ficariam de fora. Esse tipo de iniciativa tem grande importância, porque é a forma encontrada para padronizar os documentos que vem a público no Brasil, de modo que todos seguem uma linha de desenvolvimento semelhante, o que os torna mais acessíveis, identificáveis e organizáveis.

O interessante da ABNT é que suas resoluções estão em constante formatação. Afinal, não poderia se exigir fonte específica para digitação em um tempo em que os computadores sequer existiam, não é mesmo? Por isso essas normas estão em constante transformação e é curioso observar que o organismo se interessa por oferecer a nós alternativas. Quer um exemplo? Nos trabalhos acadêmicos você pode utilizar dois tipos de fonte, ou a Arial ou a Times New Roman. A escolha é sua!

Os trabalhos acadêmicos a serem publicados no nosso país devem seguir as resoluções listadas abaixo:

  1. ABNT NBR 14724:2005 – Informação e documentação — Trabalhos acadêmicos — Apresentação
  2. ABNT NBR 6023:2002 – Informação e documentação – Referências – Elaboração
  3. ABNT NBR 6024:2003 – Numeração progressiva das seções de um documento – Procedimento
  4. ABNT NBR 6027:2003 – Sumário – Procedimento
  5. ABNT NBR 6028:2003 – Resumos – Procedimento
  6. ABNT NBR 6034:2004 – Preparação de índice de publicações – Procedimento
  7. ABNT NBR 10520:2002 – Informação e documentação – Apresentação de citações em documentos
  8. ABNT NBR 12225:2004 – Títulos de lombada – Procedimento

A partir dessas resoluções fica mais fácil entender os conceitos fundamentais de como fazer uma monografia, mas especificamente de sua formação e de seus tópicos básicos, mas ainda vale o esclarecimento de outros fatores menos técnicos, mas ainda tão importantes quanto os anteriores, que vamos explicando a seguir!

Os materiais utilizados na constituição da monografia

Uma das questões mais recorrentes quando o assunto é sobre como fazer uma monografia é que materiais utilizar, e como coloca-los no trabalho. Vale ressaltar que seja qual for o material escolhido é fundamental que ele tenha fontes fidedignas, conteúdo confiável e referências bibliográficas, preferencialmente sendo desenvolvido por profissionais gabaritados da área.

Vamos analisar um por um? Veja a lista a seguir:

  • Para um livro poder ser citado em uma monografia ele precisa ser considerado acadêmico. Se não for, o livro em si deve ser objeto de estudo para o formando, como conteúdo de análise para a sua pesquisa;
  • No caso das revistas também se repete a mesma máxima dos livros, ou seja, pede-se que sejam de modo geral de cunho acadêmico, mas em alguns casos é viável utilizar revista de outro viés, mas de conteúdo confiável;
  • Se você for citar a passagem de um jornal em uma monografia deve-se ater aquilo que trata de fatos específicos. Se o jornal tiver como fim uma publicação científica vale a mesma norma citada anteriormente para livros e revistas;
  • Se você for optar por fontes que estão na internet todo cuidado é pouco. A ferramenta propicia o compartilhamento de conhecimento de forma rápida e em grande quantidade, mas também dificulta a análise desse conteúdo. Vale optar por sites de cunho científico e de órgãos governamentais se for por esse caminho;

Veja também como fazer um redação.

monogafia-texto

Cuidado com o plágio

Uma polêmica recorrente quando o tópico discutido é como fazer uma monografia é a questão do plágio. O fato é que a mesma internet que costuma facilitar o trabalho dos formandos também simplifica o dos professores, que descobrem sem delongas qualquer conteúdo impróprio.

Os plágios mais comuns acontecem quando…

  1. O aluno deixa de fazer a referência a uma citação direta;
  2. O aluno não faz as referências das citações indiretas contidas no texto;

É imprescindível apontar aqui que ao contrário do que muitos pensam uma monografia não deve se pautar apenas no que dizem um ou dois autores, mas na visão do máximo de autoridades possíveis, que tenham argumentos que sustentem a sua posição. Normalmente o trabalho de conclusão de curso tem em torno de 40 a 50 páginas, então dá para reunir tranquilamente 20 pensadores distintos, e suas diferentes visões!

E aí, agora você já entendeu como fazer uma monografia? Está pronto para se aventurar? Não deixe de nos contar nos comentários, e de compartilhar esse texto com aquele seu amigo que tá tendo problemas para terminar a sua!