Babosa: Tipos, Benefícios e Como Usar

Se você é uma mulher certamente já ouviu falar que passar babosa nos cabelos é uma forma muito interessante de mantê-los hidratados. Pode ter recebido essa informação por um parente distante, rua até mesmo pesquisando na internet.


Os benefícios que a babosa tem costuma variar dependendo do tipo da planta, afinal, existem diversas espécies disponíveis para uso.

Até onde você sabe, são mais de 300 espécies diferentes da planta barbosa, entretanto, apenas algumas são próprias para consumo. É importante tomar cuidado porque existem alguns tipos que são venenosos e podem colocar a sua saúde em risco.

Neste artigo, eu separei algumas espécies de Barbosa para apresentar a vocês com o intuito de mantê-los informados sobre os benefícios de cada uma delas.

Aloe arborescens

Essa planta é bastante semelhante a um cacto e pode atingir até 4 m de altura. Suas folhas são conhecidas por serem suculentas e verdes, com uma tonalidade azul um tanto quanto mais leve.

Quando as folhas são cortadas, liberam água de Barbosa que é tão conhecida no meio da estética.

É interessante tomar cuidado pois as folhas também possuem espinhos na borda. O que é interessante a respeito dessas folhas, é que no inverno nascem flores com cores vermelhas e laranja, embelezando a paisagem a sua volta.

Não se trata de uma planta típica do Brasil, ela tem como seu habitat natural áreas montanhosas mas se adapta perfeitamente a outros espaços.

Devido ao seu tamanho, plantar em um vaso em casa se torna difícil. Para Que ela possa crescer é necessário um terreno espaçoso e com água e luz disponível.

Benefícios da aloe arborescens

Estudos científicos apontam que entre os tipos de Babosa a aloe arborescens é a que apresenta mais benefício para a saúde humana, devido ao espectro completo de fitonutrientes e de propriedades nutracêuticas que a planta apresenta.

Ela promove uma limpeza profunda no corpo como um desintoxicante poderoso, o ideal é beber uma mistura com mel e pouco menos de 1% de álcool orgânico, para purificar o sangue e proteger o fígado, além de reduzir os níveis de colesterol ruim.

Entretanto, é extremamente necessário que você tenha consciência com o uso dessa planta. O abuso pode levar a um efeito colateral conhecido como intestino solto, portanto, tome cuidado.

Aloe vera

aloe vera

Aloe Vera é uma espécie de nome artístico para a babosa, em muitos países a planta é conhecida por esse nome popular. Mas cientificamente falando, as referências que temos são: aloe arborescens ou aloe barbadensis.

O nome aloe Vera pode ser traduzido como: “Babosa Verdadeira” muitos pesquisadores acreditam que a planta recebeu esse nome para fornecer credibilidade aos cosméticos que contenham em sua composição, cosméticos esses que eram produzidos em grande escala na indústria.

Contraindicações

Apesar de ambas serem babosas, o cultivo e a característica de cada uma delas são bem diferentes e seus usos não podem ser confundidos, caso isso ocorra, você poderá ser intoxicado devido ao mau uso da planta.

É importante lembrar que: ambas as espécies que foram mencionadas não contam com comprovação científica 100% segura de que possam ser usadas para fins medicinais, portanto, é interessante consultar um especialista na área para ter certeza do que deve ser feito.

Levando isso em consideração, é recomendado que o uso dessas plantas seja feito com cautela e sempre acompanhado por um médico especialista. Caso contrário, a melhor opção seria optar por outro tipo de tratamento.

Essas foram as dicas que eu tinha para você a respeito dos tipos de babosa, espero que tenha gostado. E não se esqueça de aproveitar essa e outras dicas aqui no nosso blog.