Bitcoin: O que é, Como Funciona e Quais as Vantagens

Você já ouviu falar em bitcoin? Atualmente, milhões de pessoas estão falando sobre elas, e muitas estão até mesmo a usando.


Mas o grande X da questão é: O que é bitcoin, e por que tantas pessoas falam sobre ele? Continue lendo, e você poderá encontrar a resposta neste artigo.

O que é o bitcoin?

O termo Bitcoin apareceu pela primeira vez em 2008. É a junção de duas palavras em inglês: bit que designa a unidade binária em ciência da computação e Coin, que significa “moeda”.

O inventor é Satoshi Nakamoto.

Enfim, 2009 vê a publicação do código-fonte da criptomoeda, visível por todos na rede. Em 2012, a Fundação Bitcoin foi criada.

Para a anedota, Satoshi Nakamoto, quem quer que seja, teria um milhão de bitcoins.

Sabendo que o valor desta moeda virtual é estimado em pouco mais de R$ 30.148 no momento da escrita deste artigo, este inventor estaria à frente de uma fortuna de mais de 11 bilhões de reais.

Um bom dinheiro que o colocaria no 44º lugar das pessoas mais afortunadas do mundo.

Como funciona o bitcoin

Bitcoin é uma moeda digital, opondo-se assim à moeda física clássica encontrada na forma de notas ou moedas.

Se transações digitais existem há muito tempo com cartões bancários ou transferências, o bitcoin traz uma novidade que é sua força: é descentralizada.

O interesse para o usuário é que ele pode fazer sem bancos e outras organizações financeiras.

As transações são feitas diretamente entre ele e outro usuário, independentemente de sua localização no mundo. Muito prático, não concorda?

O Bitcoin é um método de pagamento como qualquer outro, aceito por mais e mais plataformas em todo o mundo.

Esta criptomoeda funciona – e é criada – usando software e protocolos. Todos são gratuitos, com o código aberto para a comunidade.

Para funcionar, o bitcoin requer o estabelecimento de uma blockchain. Podemos ver isto como um registro que referencia todas as transações.

Exceto que aqui, esse registro é dividido em blocos e é claro que é desmaterializado. Os blocos são então interligados, aumentando esse enorme banco de dados.

Quem pode ver essa blockchain?

bitcoin moeda

Todos podem ver o blockchain, mas ninguém pode alterar o conteúdo. De fato, todas as transações registradas neste registro virtual são protegidas por assinaturas eletrônicas.

Cada usuário tem sua própria chave criptografada privada usada para manipular seus bitcoins.

Para manter o blockchain em execução, os usuários chamados o poder de computação de seus computadores.

Usando software de mineração, eles realizam os cálculos de computador necessários para a operação da cadeia, verificando a validade de todas as transações.

Para cada bloco minado, um novo bitcoin é colocado em circulação e os menores são remunerados em moeda virtual.

Embora a mineração tenha sido particularmente lucrativa em seus primeiros dias para os usuários, logo perdeu o interesse em expandir a rede Bitcoin.

É por isso que muitos usuários agora se reúnem em grupos, compartilhando seu poder de computação.

Vantagens do Bitcoin

moeda virtual

Como já mencionado, a principal vantagem do Bitcoin é a descentralização.

Nenhum terceiro só vem entre os usuários do criptomoeda mais taxa de transferência, não há risco de congelamento da conta, uma fórmula atraente.

O Bitcoin, portanto, favorece as trocas, tanto que os mercados dedicados a essa moeda virtual foram colocados em prática.

Outra vantagem do Bitcoin: é auto-regulável. Para esquematizar, quanto mais usuários na rede, mais complexos se tornam os cálculos. Pelo seu próprio design, Bitcoin não pode, em qualquer caso, exceder 21 milhões de unidades em circulação.

Por último: segurança. O blockchain assegura uma quase inviolabilidade graças ao seu modo descentralizado de operação.

Os hackers que falsificariam uma transação teoricamente não teriam o poder computacional para fazê-lo. Desde a sua criação, o Bitcoin nunca teve um ataque bem-sucedido.

Assim, fica certo que o bitcoin é realmente eficaz. Não é atoa que lhe deram o título de moeda do futuro.