Como Abrir uma Loja Virtual

Em um mundo cada vez mais corrido e tecnológico, é comum que as nossas realidades reais sejam cada vez mais atendidas por meio de mecanismos virtuais. Prova disso são os aplicativos de bancos, geradores de boletos, inscrições por sites e as Lojas Virtuais, mas como abrir uma loja virtual? Você precisa de basicamente duas exigências:


  1. Criar loja virtual exige conhecimento de mercado e investimento em tecnologia.
  2. Empreendedor também precisa de comunicação e boa imagem da marca.

Com essa realidade, o perfil do consumidor e o comércio também mudaram e as lojas online se tornaram uma possibilidade de negócio atrativa e, muitas vezes, com um investimento menor do que o que seria feito na compra ou aluguel de um espaço físico e toda a estrutura necessária.

Mesmo com toda essa aparente facilidade, é fundamental ter uma ideia criativa de negócio, baseada no que você gosta de fazer, mas também em necessidades do mercado. Outro ponto fundamental é garantir que a tecnologia contratada seja eficiente e que a sua ideia possa ser atendida pelas plataformas já existentes da melhor forma possível.

Os especialistas em negócios mais cautelosos afirmam que uma boa maneira de saber se o empreendimento em que você pretende investir está dentro do que você espera em relação a faturamento e realização pessoal é começando a comercializar em outras lojas virtuais.

Hoje em dia, existem diversas de cada segmento e muitas vezes algumas com o modelo colaborativo, em que, mediante a uma porcentagem, você possa vender seus produtos naquele local virtual, se responsabilizando pelo contato com os clientes, frete e outras rotinas fundamentais para quem busca entrar neste tipo de negócio.

e commerce

Como montar uma loja virtual

A experiência busca definir realmente se você tem facilidade para pensar em assuntos que vão além de estoque e administração, mas também em logística e outros pontos fundamentais para fazer com que sua loja virtual conte com o melhor serviço e assim tenha mais chances de ser sucesso.

Com esse diagnóstico inicial, é possível abolir o projeto sem usar todo o seu dinheiro ou então buscar qualificação ou consultoria em partes ainda falhas no futuro empreendimento.

Uma vez escolhido o perfil da loja e ter levantado o investimento, é preciso criar um pano de negócios que vai estabelecer as metas viáveis para o seu e-commerce e agilizar toda a burocracia.

Depois de resolver todas essas questões é preciso pensar como um comerciante comum em um local diferente, pois existem regras de aparência e organização, inclusive em um ambiente de comércio virtual.

Assim como as pessoas reparam em uma loja mal organizada e com estrutura precária, o internauta se impressiona com material gráfico bem produzido e não tem paciência para um site onde não encontra as divisões corretas para encontrar o produto que precisa. Por isso, escolha profissionais para o desenvolvimento do site e acompanhe de perto a criação da logomarca e outros materiais.

Saiba dar a sua opinião e dizer o que quer, mas esteja pronto também para consultar e ouvir profissionais com experiências diferentes da sua, pois, muitas vezes, o que você pensa como empreendedor não é necessariamente o que o mercado realmente precisa.

E não pense que por estar a distância não é necessário pensar muito em atendimento ao cliente e achar que a relação é estritamente entre consumidor e máquina porque as coisas não são assim, mesmo.

Exatamente por se tratar de objetos que o cliente não está vendo pessoalmente, é provável que existam ainda mais dúvidas e necessidade de esclarecimentos.

Por isso, crie mecanismos e contrate bons profissionais para responder tudo de forma solícita e profissional.

Nunca se desligue da parte contábil da loja, é preciso estar muito atento ao fluxo financeiro, investimentos, lucros, além de estar preparado para atender a todas as demandas de maneira eficiente, precisando ter uma margem de dinheiro disponível para questões emergenciais.

Na hora de lançar, invista em comunicação, use as redes sociais e crie promoções para atrair os seus próximos clientes e uma vez consolidada não se acomode e perca todas essas preocupações, pois um negócio de sucesso e acomodação nunca combinam.

Veja Também: Como Abrir um Franquia.

Espero que tenha ajudado esse artigo. Se te ajudou então compartilhe! Quem sabe será útil para os seus amigos também.

Qualquer dúvida deixe um comentário.